Rede Justiça Criminal exige medidas contra a COVID-19 em presídios e socioeducativos

A Rede Justiça Criminal, em março de 2020, publicou nota na qual expõe os riscos para as pessoas privadas de liberdade quanto à proliferação do coronavírus e a limitação de medidas preventivas em presídios e socioeducativos. A organização defende a redução da população prisional, mediante desencarceramento de idosos, gestantes, lactantes, mães com crianças de até 12 anos, entre outros. Além da substituição para regime menos gravoso, privilegiando a prisão domiciliar quando cabível, a suspensão de mandados de prisão e prisão preventiva por medidas cautelares, a fim de conter a proliferação do vírus.

Missão COVID-19

Iniciativa criada para permitir que pessoas que com sintomas da COVID-19 e sem convênio médico ou recursos para atendimento médico

Leia mais »