Em março de 2021 o Brasil atingiu o número de 300 mil mortes causadas por covid-19 e suas complicações. Dessa forma, o coletivo Linhas do Rio teve a ideia de convidar outros coletivos de bordadeiras políticas de diversos lugares para bordar em homenagem a essas vítimas. Primeiramente, foi realizado uma bandeira bordada contendo o nome de 286 dessas vítimas, porém como mais bordadeiras se uniram a causa, foram realizando cada vez mais bordados, além de que o número de vítimas continuou crescendo.

A ideia era levar os bordados para lugares públicos, para dar visibilidade e honrar a memória de cada um desses mortos. Dentre os coletivos envolvidos estavam: Linhas do Rio (Rio de Janeiro), Linhas do Horizonte (Belo Horizonte), Linhas de Sampa (São Paulo), Linhas do Mar (Caraguatatuba), Linhas de Santos (Santos), Bordaluta (Brasília), Pontos de Luta (Belo Horizonte) e Mulheres da Resistência no Exterior (Nova Iorque).

saúde
Carta ao povo de Deus

152 bispos, arcebispos e bispos eméritos brasileiros divulgaram um documento denominado “Carta ao Povo de Deus”, no qual fazem duras críticas

Leia mais »